Terça-feira
20 de Outubro de 2020 - 
ADVOCACIA - SUBLIME MISSÃO
SEU DIREITO VALORIZADO

ACESSO

Seu e-mail
Senha
ACESSO A PROCESSOS E CADASTROS

Previsão do tempo

Hoje - Manaus, AM

Máx
30ºC
Min
24ºC
Pancadas de Chuva

Quarta-feira - Manaus, AM

Máx
36ºC
Min
26ºC
Poss. de Panc. de Ch

Quinta-feira - Manaus, AM

Máx
36ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Manaus, AM

Máx
33ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Brasília, DF

Máx
28ºC
Min
18ºC
Nublado e Pancadas d

Quarta-feira - Brasília, DF

Máx
27ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva

Quinta-feira - Brasília, DF

Máx
26ºC
Min
17ºC
Nublado

Sexta-feira - Brasília, DF

Máx
26ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Campinas, SP

Máx
27ºC
Min
20ºC
Nublado e Pancadas d

Quarta-feira - Campinas, SP

Máx
28ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva

Quinta-feira - Campinas, SP

Máx
28ºC
Min
18ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Campinas, SP

Máx
30ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
26ºC
Min
20ºC
Nublado e Pancadas d

Quarta-feira - São Paulo, SP

Máx
27ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - São Paulo, SP

Máx
25ºC
Min
18ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - São Paulo, SP

Máx
28ºC
Min
17ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Nova Iguaçu, RJ

Máx
28ºC
Min
22ºC
Nublado e Pancadas d

Quarta-feira - Nova Iguaçu, R...

Máx
27ºC
Min
25ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - Nova Iguaçu, R...

Máx
27ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Nova Iguaçu, RJ

Máx
26ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Queimados, RJ

Máx
29ºC
Min
21ºC
Chuva

Quarta-feira - Queimados, RJ

Máx
34ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - Queimados, RJ

Máx
29ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Sexta-feira - Queimados, RJ

Máx
31ºC
Min
20ºC
Nublado

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
28ºC
Min
22ºC
Nublado e Pancadas d

Quarta-feira - Rio de Janeiro,...

Máx
27ºC
Min
25ºC
Pancadas de Chuva a

Quinta-feira - Rio de Janeiro,...

Máx
27ºC
Min
22ºC
Predomínio de

Sexta-feira - Rio de Janeiro, ...

Máx
26ºC
Min
23ºC
Parcialmente Nublado

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

NOTICIAS

Estados podem exigir instalação de itens de segurança em caixas eletrônicos

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou improcedente a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 3155, ajuizada pelo então governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, contra lei estadual que torna obrigatória a instalação de itens de segurança em caixas eletrônicos de instituições financeiras. Por unanimidade, na sessão virtual encerrada em 14/9, a Corte entendeu que os estados da federação têm competência para legislar em defesa e em proteção dos consumidores locais. A Lei estadual 10.883/2001, de iniciativa da Assembleia Legislativa de São Paulo, estabelece a obrigatoriedade da instalação de dispositivos de filmagem ininterrupta, monitoramento permanente e a manutenção de um vigilante durante o horário de funcionamento. Na ação, o governador alegava que a matéria é de competência da União, por se tratar de instituições financeiras, cujo funcionamento depende de autorização do governo federal. O voto do relator, ministro Marco Aurélio, orientou o entendimento unânime da Corte pela improcedência do pedido. Para ele, deve-se homenagear, tanto quanto possível, a autonomia dos entes federativos, que consiste na atribuição de elaborar regras próprias dentro de parâmetros delimitados pela Constituição Federal. O ministro observou que o sistema de distribuição de competências entre os três entes da federação é complexo e, por isso, é comum o Tribunal ser chamado a solucionar problemas de coordenação e sobreposição de atos legislativos federais, estaduais e municipais. Ele lembrou precedentes do STF, entre eles o Recurso Extraordinário (RE) 432.789, que trata da competência concorrente de estados e municípios para legislar sobre medidas de segurança, conforto e rapidez aos usuários dos serviços bancários. Segundo o relator, compete à União legislar sobre normas atinentes à organização e ao funcionamento do sistema financeiro nacional, conforme estabelece a Constituição Federal (artigos 48 e 192). No entanto, é necessário distinguir a atividade financeira do espaço físico voltado ao atendimento do consumidor dos serviços oferecidos pelas instituições bancárias. No caso concreto, o ministro observou que a norma não versa sobre política de crédito, câmbio, seguros ou transferência de valores, tampouco de títulos mercantis, juros ou taxas. Na avaliação do relator, a lei paulista se baseou no artigo 24 da Constituição Federal e no artigo 2º do Código de Defesa do Consumidor, ao pretender reduzir, na medida do possível, riscos à integridade dos usuários diante do atual contexto de aumento da violência, que já não está mais restrita aos grandes centros urbanos, mas pulverizada por todo o território nacional. O ministro considerou, assim, que a matéria diz respeito à segurança pública e, com isso, há competência estadual para legislar. Ainda de acordo com o voto do relator, a norma paulista atende às peculiaridades referentes à segurança pública regional. Leia mais: 9/3/2004 - Governador de São Paulo contesta no Supremo lei sobre segurança em caixas eletrônicos  
21/09/2020 (00:00)
Visitas no site:  5559761
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.