Sexta-feira
22 de Janeiro de 2021 - 
ADVOCACIA - SUBLIME MISSÃO
SEU DIREITO VALORIZADO

ACESSO

Seu e-mail
Senha
ACESSO A PROCESSOS E CADASTROS

Previsão do tempo

Hoje - Manaus, AM

Máx
30ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva

Sábado - Manaus, AM

Máx
31ºC
Min
23ºC
Pancadas de Chuva

Domingo - Manaus, AM

Máx
31ºC
Min
24ºC
Chuvas Isoladas

Segunda-feira - Manaus, AM

Máx
29ºC
Min
24ºC
Chuva

Hoje - Brasília, DF

Máx
28ºC
Min
17ºC
Poss. de Panc. de Ch

Sábado - Brasília, DF

Máx
28ºC
Min
17ºC
Pancadas de Chuva a

Domingo - Brasília, DF

Máx
27ºC
Min
15ºC
Predomínio de

Segunda-feira - Brasília, DF

Máx
27ºC
Min
17ºC
Chuvas Isoladas

Hoje - Campinas, SP

Máx
29ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - Campinas, SP

Máx
28ºC
Min
19ºC
Pancadas de Chuva a

Domingo - Campinas, SP

Máx
29ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Campinas, SP

Máx
29ºC
Min
19ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Sábado - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
21ºC
Pancadas de Chuva a

Domingo - São Paulo, SP

Máx
28ºC
Min
21ºC
Chuva

Segunda-feira - São Paulo, SP

Máx
29ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Nova Iguaçu, RJ

Máx
32ºC
Min
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Sábado - Nova Iguaçu, RJ

Máx
31ºC
Min
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Nova Iguaçu, RJ

Máx
31ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Nova Iguaçu, ...

Máx
31ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Queimados, RJ

Máx
33ºC
Min
22ºC
Poss. de Panc. de Ch

Sábado - Queimados, RJ

Máx
33ºC
Min
22ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Queimados, RJ

Máx
34ºC
Min
21ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Queimados, RJ

Máx
35ºC
Min
22ºC
Parcialmente Nublado

Hoje - Rio de Janeiro, RJ

Máx
32ºC
Min
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Sábado - Rio de Janeiro, RJ

Máx
31ºC
Min
24ºC
Poss. de Panc. de Ch

Domingo - Rio de Janeiro, RJ

Máx
31ºC
Min
24ºC
Parcialmente Nublado

Segunda-feira - Rio de Janeiro...

Máx
31ºC
Min
25ºC
Parcialmente Nublado

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

NOTICIAS

Lei do RJ que autorizava suspensão da cobrança de consignado durante pandemia é inconstitucional

O Plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) julgou inconstitucional lei do Estado do Rio de Janeiro que autorizava o Poder Executivo a suspender, pelo prazo de 120 dias, a cobrança dos empréstimos consignados contratados por servidores públicos estaduais e vedava a incidência de juros e multa durante o estado de calamidade pública decorrente da pandemia do coronavírus. A decisão, unânime, foi proferida no julgamento da Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) 6495, ajuizada pela Confederação Nacional do Sistema Financeiro (Consif) contra a Lei estadual 8.842/2020, na sessão virtual encerrada em 20/11. Caos normativo Em seu voto, o ministro Ricardo Lewandowski, relator da ação, observou que a norma, ao interferir na relação obrigacional estabelecida entre as instituições de crédito e os tomadores de empréstimos, invadiu a competência privativa da União para legislar sobre direito civil e política de crédito (artigo 22, incisos I e VII, da Constituição Federal). Segundo o ministro, em um sistema federativo equilibrado, não podem coexistir normas editadas em distintos níveis político-administrativos que disciplinem matérias semelhantes, sob pena de ocorrer um “caos normativo” que a Constituição Federal busca evitar. Por este motivo, a jurisprudência do STF é pacífica no sentido da inconstitucionalidade de normas locais que tratem de matérias de competência privativa da União. “O Estado do Rio de Janeiro não poderia substituir-se à União para determinar a suspensão do cumprimento de obrigações financeiras, ainda que mediante lei estadual e em período tão gravoso como o do atual surto do novo coronavírus, que atinge a todos indiscriminadamente”, afirmou. Coordenação centralizada Lewandowski salientou que, na ADI 6484, contra lei similar do Estado do Rio Grande do Norte, o Supremo decidiu que os estados não estão autorizados a editar normas sobre relações contratuais ou a respeito da regulação da consignação de crédito por servidores públicos, pois a relevância das atividades desempenhadas pelas instituições financeiras demanda a existência de coordenação centralizada das políticas de crédito. A ADI 6495 foi julgada procedente para declarar a inconstitucionalidade da Lei estadual 8.842/2020 e, por consequência, do Decreto estadual 47.173/2020, que a regulamentou. A eficácia da lei estava suspensa, desde 29/7/2020, por medida cautelar deferida pelo então presidente do STF, ministro Dias Toffoli. PR/AD//CF
Visitas no site:  7097961
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.