Sexta-feira
03 de Dezembro de 2021 - 
ADVOCACIA - SUBLIME MISSÃO
SEU DIREITO VALORIZADO

ACESSO

Seu e-mail
Senha
ACESSO A PROCESSOS E CADASTROS

Previsão do tempo

Hoje - Manaus, AM

Máx
30ºC
Min
24ºC
Chuvas Isoladas

Sábado - Manaus, AM

Máx
30ºC
Min
24ºC
Chuvas Isoladas

Domingo - Manaus, AM

Máx
30ºC
Min
23ºC
Chuva

Segunda-feira - Manaus, AM

Máx
32ºC
Min
23ºC
Chuva

Hoje - Brasília, DF

Máx
26ºC
Min
19ºC
Chuvas Isoladas

Sábado - Brasília, DF

Máx
27ºC
Min
18ºC
Chuvas Isoladas

Domingo - Brasília, DF

Máx
25ºC
Min
16ºC
Chuvas Isoladas

Segunda-feira - Brasília, DF

Máx
26ºC
Min
18ºC
Chuvas Isoladas

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

NOTICIAS

TSE confirma inelegibilidade de Fernando Pezão por abuso de poder político e econômico nas Eleições 2014

Na sessão desta quinta-feira (14), o Plenário do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) manteve a inelegibilidade por oito anos de Luiz Fernando de Souza (MDB), conhecido como Fernando Pezão. Por maioria de votos, os ministros confirmaram a decisão do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) que condenou o ex-governador à perda do mandato e à inelegibilidade por abuso de poder político e econômico nas Eleições 2014. O processo teve início com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije) apresentada pelo deputado federal Marcelo Freixo (PSOL), que concorria ao cargo de deputado estadual naquele ano. A ação acusava Pezão de conceder benefícios financeiros a empresas com o intuito de arrecadar recursos para a campanha à reeleição. Além de apontar problemas na produção de materiais de propaganda eleitoral, Freixo também afirmou que Pezão teria celebrado aditivos contratuais de prestação de serviços e reconhecido dívidas em favor de companhias privadas pouco antes de receber milionárias doações eleitorais. Ao analisar o recurso contra a decisão do regional que tornou Pezão inelegível, o relator do caso no TSE, ministro Luis Felipe Salomão, destacou que as provas anexadas aos autos são suficientemente robustas para demonstrar o desequilíbrio da disputa eleitoral e fundamentar a condenação do ex-governador. “No caso, penso que o conjunto probatório dos autos conduz de modo indiscutível, na minha visão, a conclusão firmada por unanimidade pela Corte de origem no sentido de que o governador, a época dos fatos candidato à reeleição, se valeu das prerrogativas do cargo para obter doações vultosas de empresas para sua campanha eleitoral”, afirmou o ministro. Divergência Única a pergir do relator, a ministra Maria Cláudia Bucchianeri argumentou que, na época dos fatos, o financiamento de campanhas por empresas era permitido e que o único elemento capaz de vincular os atos do ex-governador aos aportes financeiros recebidos foi a proximidade das datas entre eles. “A mera existência do contrato administrativo e a mera existência da doação sem nenhum outro elemento probatório produzido pela acusação não me autorizam a concluir que a doação feita legalmente era, na verdade, a contrapartida por um ato administrativo”, disse a ministra. Processo relacionado: RO nº 0007299-06 (PJe) BA/CM Tags:#ASCOM Gestor responsável: Assessoria de Comunicação Últimas notícias postadas Recentes TSE desaprova contas eleitorais do PSC referentes a 2016 Partido não comprovou repasses de recursos financeiros a diretórios regionais Aprovada atualização de norma disciplinar aplicada a autoridades da Justiça Eleitoral Resolução servirá de guia para a orientação das unidades locais em inspeções, correições e procedimentos disciplinares Nunes Marques e Maria Cláudia Bucchianeri participam da primeira sessão como integrantes do TSE Ministro e ministra tomaram posse como substitutos em agosto deste ano
14/10/2021 (00:00)

CONTATO

Matriz

Rua Manuel Chagas  , 33  ,
-  Centro
 -  Queimados / RJ
-  CEP: 26325-140
+55 (21) 9644-70287+55 (21) 981642987+55 (21) 2665-2051+55 (21) 987242051
Visitas no site:  11581349
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.